Pesquisar
»Brasil passa a ter comissão nacional para discussão de temas em análise na OIV
A Comissão Técnica Brasileira da Vinha e do Vinho reunirá entidades e especialistas brasileiros do setor da uva e do Vinho

País membro da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV) desde 1996, o Brasil passa a ter uma comissão para organizar e apoiar de forma mais efetiva a participação brasileira nesta entidade. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) instituiu a Comissão Técnica Brasileira da Vinha e do Vinho (CTBVV), estabelecendo assim, a criação de um colegiado técnico-científico composto por entidades governamentais e privadas para debate interno das resoluções e das questões propostas pelo órgão internacional.

Até o momento, a participação do Brasil na OIV era feita de forma pontual, com o acompanhamento de alguns temas feito por meio de especialistas indicados pelo MAPA, sem que houvesse, muitas vezes, discussão prévia junto ao setor ou informações técnicas e de contexto relativas a estes assuntos. Com a criação da CTBVV, o Governo Federal poderá defender posições e propor resoluções junto ao órgão internacional com maior embasamento, a partir de diretrizes determinadas pela comissão, refletindo os interesses do setor vitivinícola brasileiro.

“A comissão foi criada para fazermos internamente a avaliação dos temas tratados na OIV e para que possamos atuar com mais eficiência defendendo os interesses do Brasil”, resume a Dra. Regina Vanderlinde, gerente geral do Laboratório de Enologia (Laren), uma das representantes do Brasil nas reuniões da OIV e que, desde 2001, também responde pela Secretaria Científica da Subcomissão de Método e Análise da entidade internacional.

A assessora jurídica do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Kelly Bruch, que desde 2009 representa o Brasil nas discussões na OIV na condição de especialista para a área de Direito e Economia, comemora a criação da comissão. "A organização interna da delegação brasileira é primordial para uma participação eficaz na OIV. E eu entendo que a criação e a efetiva implementação da CTBVV será fundamental neste sentido", observa Kelly.

A criação da comissão foi publicada no Diário Oficial da União no início do ano. O próximo passo para o funcionamento da comissão será a designação dos organismos que integrarão os grupos técnicos e a formatação de uma agenda de trabalho.

“O Governo Federal formalizou uma instância de discussão interna dos projetos. As resoluções passam a ser debatidas pelo setor para serem levadas à OIV o que não existia antes. Isso funcionará na medida em que as instituições representativas da vitivinicultura derem suporte a seus quadros técnicos para participar desta comissão”, observa o diretor executivo do Ibravin, Carlos Paviani.

SAIBA MAIS

O que é a Comissão Técnica Brasileira da Vinha e do Vinho (CTBVV)?

A CTBVV constitui-se num colegiado técnico-científico, composto por entidades governamentais e privadas, com o objetivo de organizar e acompanhar a participação brasileira junto à Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV).

Estrutura da CTBVV:

A presidência da comissão será exercida pelo coordenador-geral de Vinhos e Bebidas do MAPA. A estrutura de funcionamento também compreende uma coordenação-geral, uma coordenação técnico-científica, comissões de especialistas brasileiros, membros aderentes e secretaria.

Finalidades da CTBVV:

- Acompanhar as atividades da OIV, em proveito da defesa dos interesses do setor vitivinícola nacional e da sociedade brasileira

- Manter, atualizar e coordenar em âmbito nacional as informações sobre as atividades da OIV

- Sistematizar e fornecer informações técnico-científicas com vistas a subsidiar o posicionamento oficial do Brasil junto à OIV, em consonância com as diretrizes do MAPA

- Propor à OIV a elaboração ou revisão de resoluções, em atendimento aos interesses nacionais

- Indicar os representantes para compor a delegação brasileira nas reuniões e demais eventos da OIV

- Contribuir para a geração e o compartilhamento de conhecimento técnico-científico na área da vitivinicultura

Quais serão as comissões da CTBVV?

As comissões de especialistas brasileiros equivalem-se às comissões e subcomissões existentes na OIV e serão constituídas por técnicos indicados pelos órgãos e entidades que compõem a CTBVV .

C1: Viticultura e subcomissão - uvas de messa, passas e produtos não-fermentados da uva

C2: Enologia e subcomissão - métodos de análise

C3: Economia e direito

C4: Segurança e Saúde

 

 

Todos os direitos reservados a Vinícola Ametista - de Ametista do Sul/RS | Webmail | Área Administrativa | Desenvolvimento Lifesite